Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Agosto, 2017

Medidas Assertivas para Superar a Crise

Pensando em superar a crise, existem algumas posturas e medidas que podem ser tomadas para que minimizemos os impactos na gestão do restaurante. Mas é preciso tomar cuidado, pois, normalmente as primeiras medidas que um gestor de restaurantes tende a tomar é o corte de tudo puder ser cortado. O problema, é que as vezes, o que pretendemos cortar pode influenciar diretamente na qualidade de nossos produtos e serviços e consequentemente afetar a satisfação do cliente. Cortar nem sempre é uma boa medida para salvar uma empresa da crise. Mesmo porque os maiores custos (no caso de um restaurante vem das matérias primas) não são tão fáceis de cortar. Antes de tudo, precisamos fazer, o que chamamos de análise percentuais, onde olhamos de cima todos os custos do restaurante divididos em dois principais blocos: CUSTOS FIXOS E CUSTOS VARIÁVEIS. Somente após essa análise, podemos determinar em quais áreas podemos cortar custos ou devemos nos focar para reduzir. Mas como sou consultor e nunca gosto…

Gestão Eficiente de Cardápios

Gerir cardápios vai muito além de escrever os pratos em um papel e comprar os ingredientes. Gerir um cardápio com eficiência, envolve pesquisar preços e fornecedores, envolve a escolha de ingredientes certos nas épocas certas de compra e também conhecer seu público para que você possa oferecer cardápios que agradem seus clientes.

Música Ambiente – Parte II – Som Mecânica

Além de ser uma ferramenta para uma boa relação de ótimas sensações com a sua marca, o som ajuda a “disfarçar” ruídos que podem comprometer o bem estar do seu cliente como: barulhos da cozinha, telefone do delivery, conversas entre funcionários, descarga dos banheiros, etc.. Pode parecer frescura, mas a equalização do áudio é muito importante para que o conforto não seja comprometido. Além do volume geral, as frequências da execução das músicas interferem na altura em que as pessoas conversam. É muito comum perceber que pessoas começam a se comunicar gritando quando começa certo tipo de música e isso pode trazer uma sensação negativa, dependendo do perfil de seu estabelecimento. Isso ocorre porque as vozes (tanto de quem canta, quanto de quem conversa) operam em frequências MÉDIAS, e isso deixa a percepção “embolada” num ambiente em que a música sirva como pano de fundo. Num ambiente mais aconchegante, intimista, sempre sugiro música instrumental, de preferência, sem infinitos solos est…